top of page
  • Foto do escritorEdson Pavão

Entenda o Fim do RNH (Residentes Não Habituais) em Portugal

Atualizado: 6 de dez. de 2023


Em um movimento esperado e significativo, o governo português anunciou oficialmente o fim do Programa RNH (Residente Não Habitual), um programa que permitia isenções fiscais para estrangeiros residentes em Portugal. A decisão foi impulsionada pelos custos substanciais que o país enfrentou em 2022, totalizando mais de 1,3 bilhão de euros.


Segundo o Tribunal de Contas de Portugal, o número de estrangeiros aderindo ao programa aumentou em mais de 50% no último ano, resultando em um aumento considerável nas despesas fiscais.


Este anúncio marca o término de um regime que, embora tenha sido estabelecido em 2009, ganhou notoriedade significativa após 2016. Continue sua leitura e tenha mais informações sobre o fim do RHN em Portugal.


Entendendo o RNH: Funcionamento e Elegibilidade

O Regime dos Residentes Não Habituais, conhecido como RNH, é um regime fiscal em Portugal que oferece benefícios significativos para estrangeiros residentes no país.


Criado em 2009, o RNH foi projetado para atrair investidores e profissionais altamente qualificados, oferecendo isenções fiscais por um período específico de tempo.


Entender como o RNH funciona e quem tem direito a esse regime é fundamental para aqueles que desejam aproveitar seus benefícios antes de sua extinção.


Como Funciona o RNH

O RNH permite que cidadãos estrangeiros que se tornaram residentes fiscais em Portugal beneficiem-se de taxas de imposto reduzidas sobre os seus rendimentos.


Sob esse regime, os participantes profissionais de elevado valor acrescentado têm a oportunidade de pagar uma taxa de imposto de apenas 20% sobre os rendimentos auferidos nas categorias A (trabalho dependente) e B (trabalho independente) durante um período de 10 anos consecutivos.


Quem Tem Direito ao RNH

Para se qualificar para o RNH, os candidatos devem atender a certos critérios:

  • Residência Fiscal: Os candidatos devem tornar-se residentes fiscais em Portugal, o que geralmente implica passar pelo menos 183 dias por ano no país.

  • Não Ter Sido Residente nos 5 Anos Anteriores: Os candidatos não podem ter sido residentes fiscais em Portugal nos cinco anos anteriores ao pedido de adesão ao RNH.

  • Atividades Elegíveis: A alíquota especial de 20% é acessível a profissionais de elevado valor acrescentado, incluindo, mas não se limitando a, médicos, arquitetos, músicos, cientistas e investidores. O regime visa atrair talentos altamente qualificados para o país.

  • Inscrição e Processamento: Após atender a esses critérios, os candidatos podem solicitar a adesão ao RNH. Uma vez aceitos, eles podem beneficiar das taxas de imposto reduzidas durante um período de 10 anos.

  • Acompanhamento e Cumprimento das Regras: Durante a participação no RNH, os beneficiários devem cumprir rigorosamente as regras fiscais estabelecidas pelo regime. Qualquer violação dessas regras pode resultar na perda dos benefícios fiscais.


Compreender as nuances do RNH é crucial para aqueles que buscam aproveitar suas vantagens antes do seu fim.


A adesão a este regime oferece uma oportunidade única para estrangeiros reduzirem significativamente sua carga tributária enquanto contribuem para a economia portuguesa.


No entanto, com o encerramento iminente do programa, é essencial para os interessados agirem de maneira rápida e informada para maximizar esses benefícios fiscais.


Desafios Financeiros e Crescimento do Programa

Os dados revelam uma trajetória ascendente nas despesas fiscais associadas ao RNH. Em 2015, essas despesas eram ligeiramente superiores a 100 milhões de euros.


Contudo, a partir de 2016, com um aumento notável no número de inscritos - de pouco mais de 25 mil em 2018 para mais de 74 mil em 2022 - as despesas dispararam, atingindo 1,3 bilhão de euros no ano passado.


A taxa de crescimento acelerada, especialmente em 2022, levantou sérias preocupações sobre a sustentabilidade do programa no longo prazo.


A Avaliação Futura das Políticas Fiscais

O relatório do Tribunal de Contas também destaca a necessidade de uma avaliação abrangente dos benefícios fiscais.


A ausência de uma unidade técnica operacional para realizar essa avaliação representa uma lacuna significativa na capacidade do governo de compreender completamente os custos e benefícios desses programas fiscais.


Esta lacuna deve ser abordada para informar futuras políticas fiscais e garantir a eficiência dos recursos públicos.


Com o fim do RNH, Portugal enfrenta um desafio crucial: encontrar um equilíbrio entre atrair investimentos estrangeiros e manter a sustentabilidade financeira a longo prazo.


O governo terá que adotar estratégias inovadoras e transparentes para garantir que as políticas fiscais futuras sejam não apenas atrativas para investidores estrangeiros, mas também economicamente viáveis para o país.


O futuro fiscal de Portugal dependerá das decisões tomadas agora, enquanto o país navega por esse período de transição e ajuste.


Ainda Interessado no RNH? 5 Medidas a Considerar Antes do Fim

Para aqueles que ainda estão interessados em se beneficiar do RNH antes de seu encerramento, algumas medidas prudentes podem ser consideradas.


Com o programa chegando ao fim em breve, é crucial agir com rapidez e eficácia para aproveitar os benefícios fiscais antes que desapareçam definitivamente.


Aqui estão algumas orientações úteis para quem deseja maximizar os benefícios do RNH antes que se torne uma parte do passado fiscal de Portugal:


1. Consulte um Especialista Tributário

Antes de tomar qualquer decisão, é aconselhável buscar orientação de um especialista tributário. Um profissional qualificado poderá oferecer insights específicos sobre seu caso individual, ajudando a entender as implicações fiscais e as melhores estratégias para otimizar seus benefícios antes do fim do RNH.


2. Avalie Sua Elegibilidade Atual

Verifique se você atende aos critérios atuais para se inscrever no RNH. Avalie se você pode cumprir os requisitos de residência e renda antes do final do ano. Aqueles que já são elegíveis devem considerar iniciar o processo de inscrição o mais rápido possível para garantir que suas candidaturas sejam processadas antes das mudanças entrar em vigor.


3. Planeje Sua Mudança com Antecedência

Se você decidir se beneficiar do RNH, comece a planejar sua mudança para Portugal com antecedência. Isso inclui organizar a documentação necessária, entender os prazos e as obrigações legais, bem como garantir uma transição suave para seu novo status de residência fiscal.


4. Esteja Ciente dos Prazos e Procedimentos

Fique atento aos prazos estabelecidos pelo governo para o encerramento do programa. Esteja ciente dos procedimentos e das etapas necessárias para garantir que sua inscrição seja processada dentro do prazo. Qualquer atraso pode resultar na perda dos benefícios do RNH.


5. Esteja Preparado para a Mudança

Saiba de que, após o fim do RNH, você será sujeito às leis fiscais normais de Portugal. Esteja preparado para as mudanças em suas obrigações fiscais e esteja disposto a cumprir todas as regulamentações locais após o término do programa.


Ao seguir essas orientações e agir com diligência, aqueles que ainda desejam se beneficiar do RNH podem maximizar suas oportunidades fiscais antes que o programa chegue ao seu fim. O planejamento cuidadoso e a orientação especializada são essenciais para garantir uma transição fiscal suave durante esse período de mudança.


Atualização sobre o fim do RNH (novembro/2023)

A renúncia do primeiro-ministro de Portugal, António Costa, em 7 de novembro de 2023, foi um acontecimento político que abalou o país e a Europa.


Costa, que estava no seu terceiro mandato e tinha uma maioria absoluta no parlamento, decidiu deixar o cargo após ser alvo de uma operação policial que investiga um suposto esquema de corrupção envolvendo contratos do governo para a exploração de lítio e a produção de hidrogênio verde.


Segundo a Procuradoria-Geral da República (PGR) portuguesa, as investigações apuram se Costa interveio a favor de empresas privadas que participaram de três projetos relacionados ao lítio e ao hidrogênio verde:

  1. as concessões das minas do Romano e do Barroso, no norte do país;

  2. a construção de uma central de hidrogênio verde em Sines;

  3. e a instalação de um datacenter em Sines pela empresa Start Campus.

A PGR afirma que há indícios de crimes como corrupção passiva e ativa, tráfico de influência, abuso de poder e participação económica em negócio.


A operação policial, realizada em 7 de novembro, cumpriu mandados de busca e apreensão na residência oficial do primeiro-ministro, em vários ministérios, na sede do Partido Socialista e em empresas envolvidas nos projetos.


Além disso, foram detidos o chefe de gabinete de Costa, o secretário de Estado da Energia, o presidente da empresa pública Lusorecursos (responsável pela exploração do lítio) e dois consultores ligados ao governo.


Costa negou qualquer envolvimento nas irregularidades e disse que renunciava por uma questão de dignidade pessoal e institucional. Ele afirmou que não se recandidataria ao cargo nas eleições antecipadas convocadas pelo presidente Marcelo Rebelo de Sousa para março de 2024. Costa segue como primeiro-ministro interino até a formação do novo governo.


A renúncia de Costa provocou uma crise política em Portugal e gerou incertezas sobre o futuro do país. O Partido Socialista terá que escolher um novo líder e candidato às eleições, enquanto os partidos da oposição se preparam para disputar o poder. Além disso, há dúvidas sobre os impactos da investigação nos projetos estratégicos do país para o desenvolvimento económico e a transição energética.


Um dos pontos do orçamento 2024 que estava previsto é justamente a proposta que coloca fim ao Regime do Residente Habitual (RNH).


O RNH tem sido alvo de críticas por parte da União Europeia, que considera o regime uma forma de concorrência fiscal desleal entre os Estados-membros. Além disso, alguns setores da sociedade portuguesa acusam o RNH de favorecer os mais ricos, aumentar a especulação imobiliária e contribuir para a desigualdade social.


Em outubro de 2023, o governo de Costa apresentou ao parlamento uma proposta de orçamento para 2024 que previa o fim do RNH a partir de janeiro de 2025. A proposta foi aprovada com o apoio dos partidos da esquerda e a oposição dos partidos da direita.


No entanto, com a renúncia de Costa e a convocação de novas eleições, o orçamento pode ser revisto pelo próximo governo, dependendo do resultado das urnas.


A proposta de fim do RNH tem gerado preocupação entre os beneficiários do regime, que temem perder as vantagens fiscais e ter que pagar mais impostos em Portugal ou em seus países de origem.


Segundo dados do Ministério das Finanças, em 2020 havia cerca de 60 mil residentes habituais em Portugal, sendo que os principais países de proveniência eram França, Reino Unido, Brasil, Itália e Suécia.


Vários especialistas em direito fiscal alertam que os beneficiários do RNH devem estar atentos às mudanças legislativas e às implicações que elas podem ter na sua situação tributária.


Eles recomendam que os interessados em aderir ao regime o façam até o final de 2024, pois ainda poderão usufruir dos benefícios por dez anos.


Já os que já são beneficiários devem avaliar as alternativas disponíveis, como mudar-se para outro país com regime fiscal semelhante ou regularizar a sua situação nos países de origem.


Se você está considerando aproveitar os benefícios do RNH antes do seu fim, nós estamos aqui para ajudar. Nosso compromisso é auxiliá-lo de maneira ágil, transparente e dentro das leis vigentes, para que seu processo seja tão tranquilo quanto possível.


Seja você um investidor, profissional altamente qualificado ou alguém que busca a nacionalidade portuguesa, nossos especialistas estão preparados para oferecer orientações personalizadas, adaptadas às suas necessidades específicas.


Não deixe que as mudanças fiscais o peguem de surpresa. Estamos aqui para transformar seus planos em realidade. Entre em contato conosco hoje mesmo para começar o seu processo e garantir que você obtenha o máximo benefício do RNH enquanto ainda é possível.

31 visualizações0 comentário

Commentaires


bottom of page