top of page
  • Foto do escritorEdson Pavão

Visto D2 Portugal: como conseguir o visto para empreendedor e autônomos


Se você tem planos de morar na Europa, mas não tem direito à cidadania portuguesa, uma das maneiras de conseguir a residência é por meio do visto para empreendedores e profissionais autônomos. O visto D2 para Portugal inclusive permite que você se mude com sua família.


Vale ressaltar que o sistema para abertura de empresas em Portugal é bem menos burocrático do que o brasileiro. E, a depender do seu tipo de negócio, você não precisará de um grande investimento inicial.


Portanto, se você deseja saber mais sobre como conseguir o visto D2 para morar em Portugal, continue sua leitura.


Quem pode pedir o Visto D2 para Portugal?

O visto D2 para Portugal é um visto de residência destinado a cidadãos estrangeiros que desejam residir em Portugal com base em atividade profissional independente, como trabalhadores autônomos, empreendedores, profissionais liberais, entre outros.


Para solicitar o visto D2, você deve atender aos seguintes requisitos:

  • Ser maior de idade;

  • Não ter condenações criminais em Portugal ou no país de origem;

  • Não estar impedido de entrar em Portugal ou em outros países com os quais Portugal tenha acordos de cooperação em matéria de imigração;

  • Possuir meios financeiros suficientes para subsistência em Portugal;

  • Comprovar a realização de atividade profissional independente em Portugal.

Quais são os documentos necessários para solicitar o visto D2 para Portugal?

Os documentos necessários para solicitar o visto D2 para Portugal podem variar de acordo com cada caso e devem ser apresentados em português ou em inglês. Em geral, são necessários os seguintes documentos:

  • Formulário de pedido de visto preenchido e assinado;

  • Passaporte válido com pelo menos três meses de validade após a data prevista para a saída de Portugal;

  • Comprovante de meios financeiros, que pode incluir extratos bancários dos últimos três meses, declaração de imposto de renda, entre outros;

  • Certificado de antecedentes criminais do país de origem ou do país onde você tenha residido nos últimos anos;

  • Comprovante de hospedagem em Portugal, que pode ser uma reserva em hotel ou um contrato de arrendamento de imóvel;

  • Seguro de saúde válido em Portugal;

  • Comprovante de pagamento da taxa de solicitação do visto.

Além disso, pode ser necessário apresentar outros documentos que comprovem a atividade profissional empreendedora ou autônoma, como um plano de negócio ou registro de constituição da sociedade.


É possível levar a família legalmente com o Visto D2 para Portugal?

Sim, é possível levar a família legalmente com o Visto D2 para Portugal. Seu cônjuge e seus filhos menores de 18 anos também podem solicitar o visto D2 como dependentes.


Para isso, é necessário que você inclua na sua solicitação de visto D2 as informações e documentos referentes aos seus familiares, bem como comprove a sua relação de dependência.


Os familiares que acompanham o titular do visto D2 terão direito ao mesmo período de validade do visto do titular e poderão também trabalhar e estudar em Portugal.


É importante destacar que o processo de solicitação de visto para a família deve ser feito de forma simultânea e você deve apresentar todos os documentos necessários para cada membro da família.


É recomendável que o processo seja feito com a ajuda de um advogado especializado em imigração para garantir que todos os requisitos e documentos sejam cumpridos de forma correta e evitar problemas futuros.


Precisando de ajuda com seus documentos para tirar o visto D2 para Portugal? Facilite a sua vida e agilize seu processo: entre em contato com a nossa assessoria jurídica e realize seu sonho de viver na Europa!

10 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page